Trabalho e Unidade - Pronunciamento do Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil, Soberano Irmão Marcos José da Silva, em 30 de abril de 2009

sábado, 2 de maio de 2009

Trabalho e Unidade - Pronunciamento do Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil, Soberano Irmão Marcos José da Silva, em 30 de abril de 2009


Quando passa mais um Primeiro de Maio, não custa lembrar que a Maçonaria sempre homenageou o trabalho em todas as suas formas. A herança do período propriamente construtivo do ponto de vista material pode ser vista em vários países - seu castelos, pontes e catedrais - obras levantadas por maçons que nelas deixaram suas marcas.

A gênese da Maçonaria moderna, o período chamado operativo, é rico de realizações desse tipo, que a Ordem, na forma adquirida para o momento, deixou como sinais civilizatórios que hoje impressionam pela perfeição, pela majestade e pela imortalidade do trabalho humano, idéia impregnada naquelas obras.

As grandes construções da Idade Média são, pois, testemunhos do trabalho desenvolvido pelas antigas corporações de pedreiros livres, de franco maçons que se congregavam no interior das oficinas, sob a direção de um Mestre, hoje representado pelo Venerável, o maior responsável pela iniciação maçônica e pelo crescimento da Instituição.

A Maçonaria especulativa reverencia, desde 1717, no seu filosofar diuturno, a missão prática realizada antes e ressalta o caráter iniciático do exercício do trabalho, clara evidência da unidade e da interdependência dos seres humanos em sociedade de qualquer amplitude.

Já foi dito que a espiritualidade é a compreensão de unidade. A fraternidade universal, objetivo superior da Maçonaria, não é senão o caminho para essa compreensão. Somos irmãos, mas constituímos, todos juntos, um só corpo vivo - a humanidade - em que as células não param de se renovar, em que cada um trabalha para todos, e todos vivem do trabalho de cada um, em completa interdependência, induzida pelo trabalho.

A Constituição do Grande Oriente do Brasil não é indiferente ao valor do trabalho; ao contrário, proclama o seu caráter de “dever social e direito inalienável”.


Salve o Dia do Trabalho


Abril de 2009




Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral

Você gosto?

.

.