Partido Comunista Português proíbe militantes maçons

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Partido Comunista Português proíbe militantes maçons


Segundo Sol, o Partido Comunista Português (PCP) assume que barra aos seus militantes a pertença à maçonaria. «A filiação na maçonaria ou em qualquer outra organização de cariz secreto é incompatível com a condição de membro do PCP», afirma a direcção comunista, numa declaração escrita ao SOL. «O compromisso político de um membro do PCP é para com o seu partido, o seu projecto e ideal», explicam os comunistas. São uma excepção. No Bloco de Esquerda, a regra é a oposta, embora não haja maçons na direcção ou no Parlamento.


Os comunistas alinham, porém, com os outros partidos quando se discute a possibilidade de tornar obrigatória uma declaração de interesses aos maçons que queiram assumir cargos políticos. Neste momento nenhuma força partidária no Parlamento mostra vontade de avançar. A questão, para uns não é prioritária , para outros coloca dúvidas constitucionais ou é mesmo legalmente impossível.


Você gosto?

.

.