Mensagem do Grão-Mestre José Francisco Moreno da Grande Loja Legal de Portugal

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Mensagem do Grão-Mestre José Francisco Moreno da Grande Loja Legal de Portugal


Sou daqueles que penso que a Maçonaria Regular não se escreve, pratica-se, vive-se. A Maçonaria Regular é alegria.

Sensações como estas são difíceis de passar ao papel. Não obstante, porque sou disciplinado, aqui vão os meus pensamentos, que não diferem do compromisso que assumi quando me candidatei ao honroso lugar de Grão-Mestre e, o que na altura dizia internamente é, também, o que agora posso referir exteriormente. Dizia então: "Não faço com esta candidatura agravo a ninguém, mas tenho a ousadia de pensar que temos Princípios. História, Coragem e Razão. Pretendemos construir pontes com a sociedade... A Maçonaria não é um gueto..."


Considero, assim, que a Maçonaria Regular não pode viver só da sua história, tem de saber adaptar-se, ser sensata, mas arrojada, tem de estar mais presente no mundo profano e esta publicação é já um primeiro passo.

Normalmente o ser humano rejeita o desconhecido. A Maçonaria Regular não é secreta, como alguns dizem, é legalmente discreta; não se justificando num Estado de Direito certas desconfianças, ou certos comportamentos negativos. Da nossa parte continuaremos a dar passos no sentido da transparência e da abertura à Sociedade, até porque em prol da Sociedade já a Maçonaria Regular trabalha.

O Maçom deve ser exemplar e constituir uma "elite de Homens bons". Alguém disse que um país no qual a juventude não tem oportunidades nem gosto em viver, é um país condenado.

A Maçonaria Regular é, em termos teóricos, muito antiga, mas em termos práticos a Grande Loja Legal de Portugal/G.L.R.P. é uma das mais jovens e das que mais jovens tem. A Maçonaria Regular defende UMA Sociedade em equilíbrio e, assim sendo, continuar a promover o recrutamento de seniores e de jovens. A juventude é a nossa aposta.

Solidariedade, Fraternidade e Liberdade são valores protegidos pela Maçonaria Regular, competindo-me fazer com que continuem a ser aperfeiçoados, de tal forma que nos perfilemos como uma Escola de Carácter e de Valores.

Pessoalmente e em termos da Grande Loja Legal de Portugal/G.L.R.P., pugnarei pelo respeito intransigente da Regularidade Maçónica, dos Landmarks da Constituição, dos Regulamentos e dos Rituais batalharei, incessantemente, pelo respeito pela diversidade de opiniões de todos os maçons, enquanto homens livres e de bons costumes, pela harmonia, pax e concórdia; promoverei uma presença discreta mas eficiente, junto dos Obreiros e seus familiares em prol da consolidação dos laços fraternos e de auxílio ao próximo, princípios que norteiam toda a Maçonaria Regular, não excluindo acções de filantropia repercutíveis na sociedade profana promoverei, também, o crescimento sustentado dos Irmãos e da Ordem, de forma a completar-se a sua expansão a todos os Distritos e Regiões Autónomas. Continuaremos a crescer, mas sempre muito exigentes no recrutamento.

A Grande Loja Legal de Portugal/G.L.R.P. dará continuidade à aposta estratégica nas relações com as principais Potências Maçónicas mundiais, com os países lusófonos e ibero-americanos, assim como manterá o relacionamento sadio existente com as autoridades Civis e Religiosas.

E certamente que tudo farei para que o nosso trabalho maçónico seja activo, fraterno, articulado e solidário. Para a elevação moral da Humanidade, o desempenho exemplar dos Maçons é imprescindível, pelo que, o futuro é da Maçonaria Regular. Tenho a responsabilidade de suceder a um maçom exemplar e de uma dedicação e disponibilidade sem limites, pelo que a minha tarefa não é fácil.

Os propósitos que acabo de mencionar só serão atingidos com o empenhamento de todos os meus Irmãos, incluindo o dos ex Grão-Mestres que, estou certo, não me faltarão.


José Francisco Moreno
Grão-Mestre
Grande Loja Legal de Portugal


Você gosto?

.

.